.

facebook: clique aqui
danielgil@danielgil.com.br



.

Ao passar pelos meses, pelos anos...



Ao passar pelos meses, pelos anos
Vivo em minha memória nossos dias
Os dias que morreram no passar
Neurótico do tempo, mas que vivem

Como vivem na mente de um infante
As imaginações de algum futuro.
Passam e sobrevivem onde vivo
Como se nada houvesse acontecido

Como se nossos dias nos ainda
Fossem surgir ou como se me fossem
Uma ideia inventada de repente
Que ao ver um vulto foge, estranha ave

Ao passar pelos meses, pelos anos
Como se nunca houvesse acontecido.

§